Pink Floyd…

Há, claro, a versão acústica, nova, cheia de pra quê isso, com David Gilmour ganhando uma grana honesta em cima de sua composição junto a Waters…

Não, não é essa versão, a “minha” versão, é a que eu escutei pela primeira vez, junto a um ainda Shampoo, empolgado pela música que começava com um radinho de  pilha… E lá em casa tinha um… Verde, desses que se pegava com uma mão apenas, acredito eu que servisse para ser levado ao campo, mas essa é uma impressão de meus anos atuais, naquela época era o radinho de pilha verde que rolava pela casa.

Pra mim, era naquele radinho que a música começava. Era ele ligado perto do microfone, onde depois de desligado, começava a música que empolgava Shampoo e seus amigos… E que anos mais tarde, também me empolgou.